sexta-feira, 25 de maio de 2018

Lâmpadas Yeelight deixam de funcionar com a GDPR

A Xiaomi está a deixar literalmente milhares de utilizadores europeus às escuras no primeiro dia da entrada em vigor da GDPR, ao desactivar sem qualquer explicação aceitável o acesso às suas lâmpadas inteligentes Yeelight.

As lâmpadas inteligentes Yeelight têm sido das propostas mais atractivas para quem procura automatizar as luzes em sua casa, permitindo criar todo o tipo de grupos e rotinas que, com facilidade (e a baixo custo) podem transformar uma casa numa "casa do futuro". Infelizmente, a chegada do GDPR mostra também a facilidade com que uma casa inteligente se pode virar contra o próprio dono.

Muitos utilizadores têm estado a queixar-se que, com a mais recente actualização da app, estão a receber uma mensagem que diz que as lâmpadas Yeelight deixam de estar acessíveis devido ao GDPR.



Uma mensagem que não só deixa os utilizadores "às escuras" como também causa alguma perplexidade... pois não se consegue compreender porque motivo a Xiaomi está a bloquear o acesso às lâmpadas e a permitir que se continuem a utilizar outros dispositivos inteligentes que supostamente teriam o mesmo tipo de permissões.

A única parte menos má de tudo isto é que quem estiver a utilizar o servidor da China (como aliás é recomendado para quem quiser ter acesso a todos os dispositivos que não ficam disponíveis quando se usam servidores ocidentais), continua a ter acesso a tudo como dantes... Ainda assim, isso não é desculpa, nem tão pouco justifica a inaceitável forma como a Xiaomi procedeu neste caso. Seria conveniente que a Xiaomi esclarecesse esta situação o mais rapidamente possível, sob pena de perder toda a credibilidade que vinha a conquistar neste segmento dos dispositivos inteligentes para as casas...

... E simultaneamente, vem dar razão a todos os que defendem a necessidade de não se ficar dependente de serviços externos, para se evitar ficar "pendurado" devido a situações deste tipo: sendo que quem apostar em soluções que integram as Yeelight directamente com sistemas locais (como o Home Assistant ou outros), não terão motivos para se preocupar - pelo contrário, poderão ficar bastante mais descansados.

Actualização: a Xiaomi diz que a situação irá ficar regularizada no prazo de uma semana.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails