terça-feira, 13 de novembro de 2007

O primeiro passo: Estores eléctricos

Embora seja um interessado sobre a domótica há muitos anos (provavelmente desde que vi o filme "Electric Dreams" em 1984 :) - só recentemente comecei a concretizar o meu sonho.

Há mais de 15 anos que eu já andava a investigar as transformações caseiras de módulos americanos X10, para que funcionassem nos 220V/50Hz portugueses, mas felizmente que já não é necessário nada disso. Há modulos X10 europeus, de qualidade bem superior às dos "originais" X10.

Já que tinha que começar, comecei pelas coisas mais chatas e rotineiras que tinha que fazer diariamente - mais concretamente o abrir e fechar dos estores eléctricos.

Durante a construção do apartamento tinha pedido que me fizessem um circuito eléctrico independente para os estores - isso, e uma segunda caixa na parede para um quadro eléctrico opcional.
A minha ideia era usar o espaço para guardar quaisquer tralhas e aparelhos eléctricos que fossem necessários perto do quadro, além de uma UPS para garantir que os estores pudessem ser usados se por qualquer motivo faltasse a electricidade (sim, sou meio paranóico :)
No entanto, tal acabou por não ser necessário (mas mais vale prevenir que remediar, não?)

Ora, isto dos estores eléctricos é muito bonito, mas na prática tem algumas desvantagens.
Enquanto subir e descer um estore com "fita" pode ser feito em poucos segundos, um estore eléctrico pode demorar mais de dez segundos a abrir/fechar totalmente. Ora façam as contas: se tiverem que fechar meia dúzia de estores por dia, entre andar pra trás e pra frente e ficar a carregar em botões, são uns minutos completamente desperdiçados.
Mesmo no caso que se tenham botões de "estado" em vez de botões de pressão, continua a ser necessário fazer a ronda à casa, carregandos nos interruptores respectivos.


Embora tenha adiado a automação dos mesmos por estar à espera do ZigBee, fartei-me de esperar e mandei vir uns micro módulos X10 para testar.
Mais tarde (noutro post) falarei dessa opção em pormenor - o que me levou a escolher esta tecnologia, as vantagens, desvantagens, etc.

Conclusão, em pouco minutos instalei os micro-módulos atrás dos interruptores habituais, e eis que agora todos os meus estores podem ser comandados quer através dos interruptores antigos, quer através do computador, comando à distância, telemóvel, internet, ou qualquer outra forma que vos passe pela cabeça.





Como ainda ando em desenvolvimento de um programa específico para o meu uso pessoal, apenas tenho usado umas funções básicas de controle dos mesmos, nomeadamente: o seu fecho automático assim que escurece, e abertura automática na hora de acordar (exceptuando os fins-de-semana).


Tenho ainda definido as macros para "fechar/abrir" todos os estores, que usava de início - mas isso ainda me obrigava a carregar num botão todos os dias e... se a casa é suposto ser inteligente, porque não deixá-la fazer isso também? ;)


Portanto, agora raramente tenho que me preocupar com os estores, podendo ficar com mais uns minutos livres por dia, para me dedicar às restantes tarefas neste projecto sem fim à vista que é: tornar a minha casa ainda mais inteligente.

[Update]
Para quem estiver preocupado com a falta de electricidade, pode considerar a utilização de um circuito de alimentação de emergência com uma UPS para os estores .

59 comentários:

  1. És especialista de domótica, ou isto é um hobby?

    A opção de começares por coisas simples é muito boa e claro que o limite é a imaginação e a carteira.

    Dizes que irás explicar a tua opção pelo X10, mas ainda não o fizeste pois não?

    ResponderEliminar
  2. Em primeiro lugar, obrigado por teres passado por aqui! Feedback é sempre bom. :)

    Pra responder à tua pergunta:
    Não, não sou um especialista, é apenas um hobby - mas é algo que tenho acompanhado há mais de 10 anos.

    A facto de trabalhar com electrónica (na parte de software, mas em assembler - directamente relacionada com o hardware) também me ajudou a ir percebendo o funcionamento destas tecnologias de forma "low level".

    E lembraste-me bem: explicar porque decidi pelo X10.
    Vai ser esse mesmo o próximo post! :)

    ResponderEliminar
  3. Ora aqui está um blog que vou acompanhar pois estou para iniciar-me neste tema também :)

    Sobre o post em si, podias partilhar mais informaçao sobre os módulos que usaste nos estores, preços, fabricante, loja e afins?

    A título de curiosidade, no outro dia em conversa com um cliente, ele dizia-me que tinha colocado uma UPS pq ja tinha ficado às escuras durante o dia sem conseguir subir os estores. Disse-me também que a UPS nao pode ser fraquinha pq os motores dos estores "chupam" como se o mundo fosse acabar amanha. Já tiveste alguma experiencia destas?

    ResponderEliminar
  4. Olá João, obrigado pelo comentário.
    (E estive a ver que trabalhas com coisas de Open Source, boa! :)

    Sim, irei falar sobre os módulos, preços, etc. No entanto quero ir falando "devagar", para não ficar tudo num post monstruoso e complicado de ler. Além de, como já mencionei, também ter tido a sorte de encontrar módulos "feitos à mão" que ficaram bem mais conta que os módulos comerciais e que permitem a sua adaptação à função que se quer.

    Relativamente às UPS nos estores:
    Sim, considerei essa hipótese desde o início, até por motivos de segurança.
    No pior cenário, imagine-se um incêndio, que corte a saída pela porta principal, que corte a electricidade e se esteja com os estores todos fechados. Seria um problema grave!
    Em alternativa, as soluções que me apresentaram na altura para operação manual de emergência obrigavam a furar as paredes e usar umas manivelas (nada prático).
    Portanto, sempre previ a hipótese de ter um circuito eléctrico com UPS para os estores, que permitisse pelo menos abrir um deles em caso de emergência.

    No entanto, embora possa facilmente integrar uma UPS no circuito - tal acabou por não ser necessário no meu caso: visto que no andar superior acabei por não instalar estores "convencionais" (tendo apenas portadas e telas, que facilmente podem ser abertas manualmente sem electricidade).
    Portanto, o meu pior receio - de ficar "bloqueado" em casa ficou resolvido.

    Para quem tiver estores eléctricos em TODAS as janelas e acessos, aí sim - sem dúvida - é prever uma UPS! Quanto à potência, isso depende dos motores utilizados. No meu caso só tenho um dos estores que é de grandes dimensões e usa um motor mais potentes, os outros são relativamente "fracos".
    Obviamente que, tendo uma UPS, também teria o cuidade de abrir um estore de cada vez sequencialmente - que todos em simultâneo provavelmente ultrapassariam a capacidade de uma UPS de baixo custo.
    (E não esquecer que seria para usar só em casos de emergência)

    Há no entanto um possível "problema" que convém ter em consideração. Provavelmente teria que se usar uma UPS com saída sinusoidal (muitas - as baratas - têm saidas AC com ondas quadradas que impossibilitariam o uso de X10) e uma bridge para passar os sinais X10 do circuito "normal" para o circuito dos estores atrás da UPS.
    Como não necessitei usar a UPS não cheguei a testar isso.

    ResponderEliminar
  5. Folgo em saber que existem módulos "feitos à mão", embora tenha procurado e nao tenha encontrado nada de jeito.
    Na minha casa nova tenho 6 estores eléctricos e a brincadeira fica-me só aí fica-me em 325€ : http://www.intellihome.be/english/store.asp?pag=cat&menu=7

    Seria interessante também trocarmos contactos IM se nao te importares. Jabber: joao.barros@gmail.com

    Fico a aguardar os novos posts :)

    ResponderEliminar
  6. Há muita coisa na net para quem tiver jeito para a electrónica:
    http://www.google.com/search?q=x10+pic

    Já te mandei um email com o meu contacto.

    Esse preços até nem são nada maus. Se comprares cá em Portugal fica mais caro ainda (a não ser que consigas comprar como "empresa")

    ResponderEliminar
  7. Seria possivel colocar mais informação sobre esses módulos "feitos à mão"?

    Parabéns pelo blog

    ResponderEliminar
  8. Os módulos "feitos à mão" foram-me gentilmente acedidos por um colega dos forums de domótica.

    Ajudei-o na parte do software, ele cedeu-me uns módulos que ele desenhou e montou ao preço de custo.
    Mesmo assim - amizades à parte - assinei um contrato de "não re-utilização/cedência" dos mesmos, para evitar mal-entendidos.

    No entanto, isso que ele fez não tem nada de "secreto". Basicamente é pegar nos desenhos de referência que circulam pela net, de por um microchip "PIC" a receber comandos X-10 e modificá-los como bem se entender.

    A única "vantagem" (se é que há alguma) é estes terem sido feitos por um "profissional" que se preocupou em fazer tudo com a mais alta qualidade possível, e relativamente versáteis - podendo ser facilmente adaptados para controlo de luz por triac, pwm para leds, vários canais, etc.

    Para quem tiver os conhecimentos práticos de electrónica - não deverá ser difícil fazer algo semelhante.
    (eu sou mais da parte do software - os meus conhecimentos de electrónica são "básicos" e mais da parte teórica... nada de fazer circuitos de raiz. :)

    ResponderEliminar
  9. É sem duvida um blog interessante e também muito rico enconteudo embora eu com a minha experiencia em construção de a vários anos já tendo experimentado vários tipos de domotica aconcelho que ponham UPS no dijuntor dos estores que podem acumular com a lux de emergencia no corredor para uma emergencia. Para mais assuntos sobre estores aconselho visitarem o site www.estores.pt ou falarem mesmo com o dono do site porque é uma pessoa bastante entendida no assunto. obrigado por perderem tempo a escrever sobre como melhorar a construção.

    ResponderEliminar
  10. @anónimo

    Esse tema também já cá tinha sido abordado: usar UPS para os estores eléctricos.

    Já actualizei o post, para que fosse mais fácil dar com ele.

    ResponderEliminar
  11. Boas ,tenho tb uma casa nova com 6 estores eletricos,os quais têm botões de pressão que me aborressem muito,levo imenso tempo colado a parede a espera.gostaria de saber se tenho que mudar todos os botões,para botões de estado?E gostaria de saber tb como se aplicam esses tais micro-modulos nos interruptores da minha casa,e onde se podem adquirir.obrigado

    ResponderEliminar
  12. @Rui
    À partida não terás que mudar de botões, os botões de pressão adequam-se perfeitamente ao que se pretende, com a sequência:
    a cada toque-> sobe/pára/desce/pára
    toque longo-> sobe/desce até se largar o botão

    (isto nos micromodulos que eu tinha, que permitiam apenas um botão e no caso do comando manual; quando é efectuado remotamente via X10 podes enviar directamente "abrir/fechar" e actua logo.)

    Nos novos módulos penso que já podes ligar dois botões independentes de subir/descer.



    A instalação é relativamente simples, e qualquer pessoa com conhecimentos mínimo de electricidade poderá fazê-lo (com as devidas precauções, estamos a falar dos 220V.)
    O único ponto é verificar se a caixa onde estão montados os botões tem profundidade suficiente para colocar os micromódulos "por trás" do botão. (Se for daquelas caixas com 5 ou 6cm de profundidade, será o ideal.)

    Por cá podes encontrá-los em lojas como a Central Casa/EuroX10.

    (E adicionei algumas imagens ao post para dar uma ideia do que são os micromódulos.)

    ResponderEliminar
  13. obrigado pela ajuda, mas fiquei com uma duvida.gostaria de saber se os micro-modulos só são compativeis com botões de pressão? e se cada estore tem que ter um micro?

    ResponderEliminar
  14. @Rui

    O S3160M da Centralcasa - e eventualmente todos os outros equivalentes (estes micromódulos são "remarcados" por eles) - é compatível com botões de pressão e interruptores normais.

    De acordo com o PDF deles:

    Localmente através de um botão de
    pressão:

    • Com impulsos curtos: Cada impulso muda
    a manobra. A sequência de manobras é a
    seguinte: subir – parar – descer – parar e
    assim sucessivamente.
    • Com impulsos longos: Cada impulso muda
    o sentido de rotação do estore. Enquanto o
    botão for premido o estore roda na nova
    direcção. Quando se solta o botão o estore
    para.
    Localmente através de um interruptor
    de báscula simples:

    • Quando o motor se encontra parado, ao
    invertermos o estado do interruptor
    (ligar/desligar) fazemos com que o módulo
    active a saída que faz com que o motor
    suba.
    • Ao invertermos o estado do interruptor o
    motor para.
    • Se invertemos novamente o estado do
    interruptor é activada a saída que faz com
    que o motor desça.
    • Invertendo novamente o interruptor o
    motor para.


    Quanto ao modulo para cada estore, no caso de estores duplos/triplos/etc. que estejam lado a lado ou fisicamente próximos, não vejo qualquer inconveniente em usar um único módulo para comandar os vários estores simultaneamente (até 450VA de potência máxima conjunta).
    (Mas perdes a possibilidade de os controlar individualmente.)

    ResponderEliminar
  15. Estou a pedir orçamentos para estores electricos e termicos, um com 2 metros por 4 metros e outro 2,20 m por 1,50 m. Pedi 2 orçamentos um 1400 euros e outro 980 euros. O que acham?

    ResponderEliminar
  16. Isso depende muito, não é fácil dizer se está caro ou barato. Há motores e motores... Uns são mais baratos que outros; outros são mais silenciosos, etc. etc É tudo a afectar.

    Os meus foram baratos (entre 70-100 euros por motor, na altura) mas também fazem mais barulho do que eu gostaria... (mas, não se pode ter tudo! )

    ResponderEliminar
  17. Antes de mais parabéns pela página e por partilhar a sua experiência;
    como estou a substituir uns velhos estores lembrei-me de colocar uns novos mas eléctricos. Sabe indicar uma empresa na zona do grande Porto, que faça esse trabalho ?
    Ogrigado
    José Carlos

    ResponderEliminar
  18. @Jose

    Acho que qualquer empresa de estores te poderá fazer isso - hoje em dia os estores eléctricos estão bem mais banalizados que há 10 anos atrás.

    A única questão mais "complicada" num caso de substituição dos antigos, será a parte da electrificação - pois será necessário levar electricidade até à caixa de cada estore.

    ResponderEliminar
  19. Eu nao queria esperar ate segunda, mas parece que nao vou ter alternativa, comprei 6 modulos de modulos x10-3160M e interface CM15, o problema é que nao consigo configurar o CM15. Depois os meus botoes sao Legrand, e ja liguei os fios ( vermelho e Preto ) e nada de subir ou descer. Mas estou confiante que um dia vou dominar isto.

    ResponderEliminar
  20. É aconselhável ter um telecomando X10 para a programação dos endereços nos módulos.
    Depois de os teres ligado, tens que lhes atribuir o seu endereço (carregar no botão e enviar um endereço nos próximos segundos - 30s, acho.)

    Ou nem sequer funcionam localmente, carregando nos botões ligados aos fios de comando?

    ResponderEliminar
  21. O Modulo 3160M tem 1 entrada corrente, 1 neutro, 1 para subir o estore e 1 para descer e tem dois fios ( vermelho e preto ) supostamente esses 2 fios sao para ligar a tecla, so que a minha tecla é dupla ( uma descer outra subir ). Como devo fazer esta ligaçao nao tecla?

    ResponderEliminar
  22. @Anónimo

    Dependendo do módulo, poderás ter apenas uma entrada para interruptor (como os meus) - ou duas, para botões duplos no caso dos novos módulos de estores.

    No meu caso liguei os dois botões de pressão descer/subir em paralelo à entrada do módulo (fio preto + vermelho) de forma a que seja indiferente carregar num ou noutro.

    De qualquer maneira - deixam de fazer sentido; já que carregar num ou noutro terá sempre o mesmo efeito "sobe/pára/desce/pára", quer carregues no botão subir ou descer.

    Nos novos modulos com entrada dupla, já funcionará de forma mais lógica.

    ResponderEliminar
  23. Pois...peço desculpa mas ainda nao percebi com tenho de ligar o fio Preto e Vermelho. Ligo um fio a entrada de energia do interruptor e outro a saida ( esta saida em situaçao normal seria para subir ou descer o estore ) E vai funcionar sempre so com 1 botao ( sobe/para/desce/para... ) Nao é possivel funcionar com as duas teclas do interruptor na mesma?

    ResponderEliminar
  24. @Anónimo

    Acrescentei um diagrama ao artigo, que mostra como ligar dois interruptores ao mesmo módulo (no caso de só ter 1 entrada e se quiser que ambos os botões tenham o mesmo efeito.)

    ResponderEliminar
  25. Muito obrigado...agora sim, acho que sou capaz de ligar bem o meu modulo.
    Depois vou-lhe pedir ajuda com o meu interface CM15 se tiver conhecimento.
    Obrigado

    ResponderEliminar
  26. No caso do CM15 o melhor é Googlar, eu ainda sou da velha guarda (CM11). :)

    ResponderEliminar
  27. Caro amigo, vou montar cá em casa um estore com motor e a minha duvida é bastante simples, como não estou interessado nos micro modulos x-10 (acho que não justifica) como posso fazer, ou o que posso comprar para fazer o estore abrir e fechar a determinadas horas, pré programadas desde já o meu obrigado e parabens por este excelente blogue

    Nuno Melo

    ResponderEliminar
  28. @Nuno

    Pois... o "problema" é que, mesmo que não pretenda usar nada mais avançado, a utilização dos micromodulos X10 provavelmente continuará a ser a melhor opção.
    Para todos os efeitos eu também apenas utilizo a função "temporizador" do interface CM11 (X10-PC) para que me comande os estores sem necessidade do PC ligado.

    A não ser que existam modulos programaveis de mais baixo custo (que não tenho conhecimento)... não estou a ver outra alternativa.

    ResponderEliminar
  29. Estive a ver a sua resposta e acho que é isto que preciso (subir e descer, pela manha e ao fim do dia) no entanto se achar que não devo ir por este caminho ou se existir um outro mais "economico" de-me uma dica de How-To

    www.eurox10.com/product/easyx10/interfaces/mt10.htm

    www.eurox10.com/product/micromodules/actuators/s3160m.htm

    ResponderEliminar
  30. Esse MT10 dá para o que se pretende, mas acho que valeria a pena considerar o CM15
    http://www.eurox10.com/Product/EasyX10/Interfaces/CM15.htm
    Que permite a interligação PC/RF/X10, o que permitiria a utilização de comandos sem fios, a evolução para mais módulos X10 e o seu controlo, etc.
    (E permite igualmente programar acções agendadas que ficam guardadas no modulo e não necessitam de ter o PC ligado.)

    ResponderEliminar
  31. caro amigo tenho mais uma duvida se me pudesse esclarecer agradecia
    Em linhas gerais como funciona o CM15, a ligaçao usb serve apenas para configurar o mesmo certo?
    depois de configurar correctamente o mesmo tenho de o ter ligado a corrente ou funciona por RF, para interagir com o modulo de estores preciso de mais algum material ou funcionam os dois sozinhos?

    cumps

    ResponderEliminar
  32. @Nuno

    O CM15 é um "transceiver" X10-PC, ou seja... permite que o PC receba ou trasmita sinais X10.

    Se só pretenderes utilizar macros pre-definidas, podes guardá-las no proprio modulo, dispensando o uso do PC (depois de o teres configurado e gravado essas macros no CM15.)

    No entanto, para acções mais complexas através de software mais avançado, ou para registo do histórico dos eventos, acesso remoto via web, etc - nesse caso terás que ter um PC lá ligado para fazer esse trabalho.

    O CM11 era apenas "powerline", o CM15 penso que já traz receptor RF incluido.

    Para interagires com um modulo de estores, havendo apenas um CM15, precisas de enviar um comando (on, off, dim/bright) para o endereço respectivo através de um comando RF, ou através de software no PC, para que seja "transmitido" pelo CM15 para a rede eléctrica e chegue ao módulo.

    ResponderEliminar
  33. Olá, nesta imagem http://3.bp.blogspot.com/_GFo2NhVEkEk/SwFqwvqlNyI/AAAAAAAAGjs/HlUPdRfbw1o/s1600/Domotica.png há algo que não bate bem segundo os meus conhecimentos pois ambos os botões estão a fazer o mesmo, já há algum tempo tinha visto alguma informação sobre X10 mas agora deu-me a curiosidade para investigar e ver mais qualquer coisa.

    Outra duvida que se calhar rapidamente descobrirei quando investigar mas se souberes, a parte electrónica é alimentada por tensões baixas, tipo 5v?

    ResponderEliminar
  34. @metRo_

    No caso dos meus módulos, estão ligados assim para que ambos os botoes façam o mesmo. Só tinham uma entrada, e alternam entre subir-parar-descer-parar (ou o modo de manter pressionado.)

    Para evitar que um dos botoes duplos ficasse "sem fazer nada", optei por liga-los em paralelo.

    Nos módulos de estores mais recentes já se podem ligar os dois botoes em separado (com a respectiva função diferenciada.)

    ResponderEliminar
  35. Muito bom!
    Eu ando a desenvolver os TopXRs e tenho feito umas coisas engraçadas. Se forem alimentados com 230 V funcionam melhor apesar de não poderem ser ligados aos módulos TopXYs.
    Estare por aqui e abraços, Sabino

    ResponderEliminar
  36. gostei muito do seu blog esta muito bem explicado
    mas gostava que pus-se-se mais informação sobre preços e outras peças extra.
    também me iniciei nesta área a conselho a todos de reverem esta blog esta muito bom

    ResponderEliminar
  37. Boa tarde

    Excelente ideia o blog, parabéns.

    Algumas duvidas, no caso de ter estore a funcionar com comando e ao mesmo tempo interruptor não há o perigo de carregar no comando para fechar ao mesmo tempo ou uns segs depois pressionar no botão do interruptor, e enviar uma carga a dobrar para o motor ou carregar num botão para subir e outro para descer, e este queimar.
    Cumps.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há esse perigo pois o controlo da potência é feito pelo micromodulo, logo... nunca há "potencia a dobrar" ou perigo de fazer "cima e baixo" ao mesmo tempo.

      Seria o equivalente a pressionares nas teclas "cima e baixo" do teclado do computador ao mesmo tempo... e onde apenas a última a ser pressionada terá efeito.

      Ou seja, podes estar no botão local a pressionar para subir; mas se alguém enviar um comando remotamente, ele poderá descer (pelo menos por momentos, até que novamente o botão local passe a ser reconhecido.) Mas isto é algo que dependerá da implementação interna do módulo: poderá acontecer que ignore os comandos remotos e dê prioridade aos botoes locais, etc.

      Eliminar
  38. Olá, parabéns pelo blog.
    No meu apartamento os estores são electricos, mas não me parecem grande coisa, são por dentro das janelas e tem como comando um interruptor duplo, um faz subir outro faz descer virados para cima é parado virados para baixo liga, nunca ficam os dois para baixo.
    Não tem ups :-(

    Problema:
    Um dia o estore subiu e não parou, passando para dentro da caixa.
    Queria resolver o problema, "mas não sou muito entendido nisto" coloquei o estore na calha direitinho. agora sobe e desce mas não pára e desce aos soluços.
    Verifiquei que tem um género de encoder com dois botões junto do motor, que desligam o movimento subir/descer independente.

    Gostaria que me ajudasse a resolver este problema.

    Como se faz para controlar o numero de voltas que o estore deve dar?

    Obrigado pela atenção.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nos meus motores havia um género de parafusos com os quais se afinava o fim de curso para marcar a posição de paragem do motor, tanto para um lado como para o outro. Já não sei dizer exactamente como era, foi coisa que foi feita apenas no início e nunca mais foi necessário mexer.

      Eliminar
  39. Boa tarde sr. Carlos, gostava de ter umas quantas informações suas se me poder enviar o seu contacto agradecia o meu é tiago. neto.sa@gmail.com obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tiago, podes enviar email para: aminhaalegrecasinha.blog@gmail.com
      No entanto, devido ao volume de emails não garanto que consiga responder a todos individualmente.
      No caso de dúvidas o mais aconselhado é colocá-las na mailing list do nosso nucleo central - o Aberto até de Madrugada: http://groups.google.com/group/aberto-ate-de-madrugada

      Eliminar
  40. Olá Carlos. Antes de mais, parabéns pelo blog. Tenho algumas duvidas que gostaria se fosse possível me ajudar. Na minha residência tenho 17 janelas com motor. Os interruptores são de 2 botões. Um para subir e outro pra descer. Ambos para cima, o motor está parado. Um ou outro pra baixo, o estore sobe ou desce. Acontece que nos quartos tem 3 interruptores para cada janela mas nunca ficou ligado os outros 2 (1 à entrada do quarto e 1 em cada lado da cama)! É possível usar todos com essa tecnologia? Se eu premir num interruptor para baixo, este segura-se nessa posição baixando o estore até parar ou eu manualmente premir inversamente ou premir no botão de do lado que fará com que o anterior desligue! Mas em 3 interruptores, poderá 1 estar ativado pra cima e outro pra baixo. Não dá barraca? Cada interruptor levara um aparelho do X10? Como eles são alimentados? Esses aparelhos consomem muita energia (considerando que tenho 17 estores) e continuadamente ou somente quando clicamos? Mais perguntas tinha pra fazer, mas não quero abusar da tua bondade. Tb já deu pra perceber que sou leigo na materia, ou melhor, iniciei somente agora a debruçar sobre esse assunto! Fico-te obrigado desde ja. Abraço

    ResponderEliminar
  41. Tenho uns interruptores da efapel, e queria automatizar o processo de abrir e fechar automaticamente, mas estou com duvidas nestes módulos!!! Será que cabem??? O buraco que tem é pequeno!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Actualmente, recomendar-te-ia que espreitasses micro-modulos Z-Wave, pois penso que serão mais eficientes que os velhinhos X-10.

      Eliminar
    2. Já estive a ver esse micro-módulos, mas estou reticente ao caberem!!! Não tem muito espaço para fios mais o micro!!!! Quais micro-módulos sugeres??

      Eliminar
    3. Penso que será complicado arranjar algo mais pequeno que um módulo como este: http://www.eurox10.com/Product/ZWave/Fibaro/ZWFIB%20FGR-222.htm

      Dimensões: 42 x 37 x 17 mm

      Eliminar
  42. Olá. Comprei uma casa e toda está equipada comestores eletricos. Pelo que observo podem ser um problema. Questiono qual a melhor manutenção que se pode ter e colo fazer?

    ResponderEliminar
  43. Viva Carlos,

    O que é utilizado para controlar os módulos z-wave que são instalados nos interruptores dos estores?

    Procuro uma solução para os controlar remotamente via web

    tks
    Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens que ter uma "central" ou gateway que fale Z-Wave, tipo o Vera, ou o Fibaro Home Center, ou etc.

      Eliminar
  44. Viva, e onde podemos encontrar esse material?

    tks
    Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espreita na eurox10.com que são de Gaia. :)

      Outra opção será usares um router, PC, Raspberry Pi, para fazer o mesmo efeito, mas aí já tens que "meter as mãos na massa", para procurar o software adequado, instalar, configurar, etc.

      Eliminar
  45. Olá, um motor para um estor de 2,5metros que corrente consome?
    Estou a dimensionar um circuito para comunicar através de Wi-Fi com um Raspberry e Home Assistant, e pretendia usar relés estado sólido, mas estão limitados a 2 amperes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tiveres alguma informação ou esquemas como fazer isso, ficava-te grato que partilhasses, pois queria fazer algo do género... Já agora, a vantagem do relé solido é não fazer o barulho característico quando é acionado ou tem tb outras vantagens?
      Quanto à tua pergunta, gostava de te ajudar, mas infelizmente tb não sei... Aguardamos algum entendido na matéria!

      Eliminar
    2. O relé sólido tem também a vantagem de ter uma durabilidade maior já que não movimento mecânico.
      O esquema poderei fornecer mais ainda não optei pelo sistema de comunicação, se opto pelo NRF24L01 ou pelo ESP8266.
      Uso um Raspberry como servidor com a plataforma Home Assistant.
      Mas quando tiver isso decidido coloco aqui...

      Eliminar
    3. Obrigado pelo resposta... EU obtendo tb novas informações que possam contribuir para o exposto, não exitarei em publicar aqui,

      Eliminar
  46. Quem tiver alguma sugestão em relação ao melhor método de controlo que diga alguma coisa.
    Eu consigo a nível de hardware criar qualquer placa com o atmega328p, esp8266 ou o NRF24L01, só não sei o que terá mais vantagens...

    ResponderEliminar
  47. Este é um projecto que tenho na minha lista faz algum tempo e que ainda não consigo pois estou com outro projecto de monitorização solar.
    Não obstante gostaria de partilhar algumas ideias e comentários:
    - Relé sólido: maior que um relé normal, possivelmente mais caro e o argumento da fiabilidade não me parece aplicar-se pois a utilização são 2, 4 actuações por dia?
    O barulho também não é questão pois quando o relé faz barulho também faz o estore.
    - NRF24L01: foi o 1º chip que pensei usar mas só é rádio, precisa de um MCU. Pensei no NRF24E1 mas a programação é em 8501, precisa de programador "próprio" e acabei por colocar de lado a hipótese.
    Uns anos depois cá temos os ESP8266 e acho que são o ideal. Baixo consumo, fácilmente ligados à rede, MQTT, fácil programação e baratos!
    Ideia: além de serem só controladores dos estores, podem por ex ligar um DHT22 e fazer monitorização de temperatura e humidade nas várias divisões :)

    Eu pessoalmente quero ver se consigo fazer piggyback dos ESP8266 nos meus controladores da Efapel: http://www.efapel.pt/fotos/editor2/21311_45311%20SBR_21312_45312%20SBR_2.pdf
    Receio que o consumo do ESP seja superior à fonte disponível, mas pronto, já lá tenho os relés, só preciso de arranjar forma de me ligar aos inputs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, podemos sempre utilizar o atmega328p e o NRF24L01 ou o RFM69CW que é na frequência de 433 e com boa penetração das paredes (20db).
      Já o esp8266 já o utilizo há algum tempo e tem algumas desvantagens, tenho de ter um rooter que possa ligar a uns 20 ESP (o meu da meu não gosta muito) e o outro problema é o alcance baixo, que pode ser um problema...

      Eliminar

Related Posts with Thumbnails