domingo, 27 de setembro de 2015

Quirky abre falência e deixa Wink com futuro incerto


O desejo de ter casas inteligentes também nos vai confrontando com situações menos agradáveis, e agora temos o caso de uma plataforma que prometia ter sucesso mas que afinal entra em falência, deixando todos os utilizadores dos produtos Wink com futuro incerto.

O Wink chegou ao panorama das casas inteligentes cheio de promessas e vontade de abanar o segmento, e com um preço bastante atractivo que não deixou de cativar interessados. Mas parece que esses preços eram afinal baixos de mais para manter a empresa a funcionar, e agora a Quirky abre falência e deixa a plataforma Wink com futuro incerto (neste momento à procura de comprador.)

Já este ano o Wink nos tinha mostrado um dos potenciais problemas da chamada Internet of Things, quando uma falha fez com que os seus Wink Hubs perdessem a comunicação com a internet, impossibilitando que os seus utilizadores acedessem remotamente às suas casas. Agora, mostra-nos outro potencial problema, pois se uma empresa for à falência e terminar o serviço, todo um conjunto de funcionalidades feitas via através da internet poderão desaparecer, reduzindo drasticamente a funcionalidade dos equipamentos... ou até fazendo com que se tornem completamente inúteis.

Daí a importância de que, agora mais que nunca, se promovam sistemas standards e abertos, que permitam que em situações deste tipo, os utilizadores tenham a liberdade de simplesmente mudarem algumas configurações e passarem a usar outro serviço. Bem sei que isso vai contra os interesses das empresas, que preferem manter os seus clientes presos aos seus produtos e serviços - mas arriscam-se apenas a fazer com que o receio de que isto lhes possa acontecer vá adiando a decisão de compra indefinidamente.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails