sábado, 26 de outubro de 2013

USB PD vai permitir até 100W de potência


Quando o USB foi criado, a preocupação principal era abrir um canal de comunicação entre computadores e periféricos, que simplificasse a vida aos utilizadores. Por essa perspectiva, a potência máxima de 10W permitida parece ser "mais que suficiente" para todos os casos. Mas, já sabemos que neste mundo raramente o "mais que suficiente" dura para sempre, e hoje em dia temos inúmeras situações onde seria desejável ter mais potência, para carregar tablets, e alimentar todo o tipo de periféricos com que na altura nem se imaginavam poder vir a ter porta USB.

Hoje em dia, muitas pessoas já nem se preocupam com as tomadas eléctricas dos vários países, podendo viver bem desde que tenham uma porta USB disponível para carregar os seus equipamentos. O USB tornou-se no standard para carregamento de inúmeros equipamentos, e em 2014 passará a ter papel ainda mais importante nessa função. O USB PD (Power Distribution) vai ampliar as capacidades do USB a nível da transmissão de energia, permitindo potências até 100W e - mais importante ainda - fazê-lo de forma inteligente.

Em breve, os bancos de pequenas fontes de alimentação que temos penduras nas extensões, para alimentar colunas, routers, impressoras, câmaras, e todo o tipo de material, poderão fazer parte do passado. Em vez de dezenas de pequenas caixinhas que estão continuamente a gastar energia (e de eficiência duvidosa), poderemos passar a ter fontes de alimentação USB inteligentes, capazes de comunicar com cada equipamento e ajustar a energia de modo a ter sempre a máxima eficiência.

Muitos de nós já gostariam de ter tomadas nas parede onde em vez de uma tomada eléctrica normal existisse uma ficha USB. Por este andar poderá ser que isso venha a acontecer mais cedo do que se poderia pensar.

[republicado do Aberto até de Madrugada]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails