quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Clientes de electricidade no mercado livre podem voltar ao regulado



A conta da electricidade que supostamente ia descer vai afinal aumentar para milhões de portugueses, e o único consolo que é dado é a de que, quem não estiver satisfeito, poderá regressar ao mercado regulado para poupar alguns euros por mês.

A par do aumento brutal da mensalidade fixa da "taxa de potência contratada" - a tal que veio trocar o nome ao antigo aluguer dos contadores, que passou a ser ilegal - esta é apenas mais uma das medidas que demonstra o total falhanço na tentativa de "desregular" o sector: a admissão de que os consumidores continuam a estar melhor servidos no "regulado" do que acreditando que o sector teria empresas suficientemente saudáveis para criar um sector verdadeiramente concorrencial.

Ainda assim, em vez de admitir essa derrota, não seria melhor olhar para os motivos que levam a este retrocesso e corrigi-los, em vez de ir prolongando a "solução fácil"? (E já agora, como primeiro passo, porque não facilitar e promover que os consumidores pudessem adoptar os seus próprios sistemas de geração de energia - renováveis - e pudessem dispensar por completo o serviço de um operador. ;P)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails