domingo, 3 de julho de 2016

Casa escavada mostra os confortos de viver numa "caverna"


A maioria das pessoas poderá não sentir qualquer desejo de regressar aos tempos em que vivíamos em cavernas, mas para Angelo Mastropietro esse era um dos seus objectivos, tendo gasto cerca de 200 mil euros para transformar uma caverna num local com todas as amenidades que actualmente não dispensamos.

Angelo é australiano, mas não resistiu a comprar uma caverna em Worcestershire, Inglaterra. A caverna fazia parte das mais velhas em pedra na Europa, tendo sido habitada durante os últimos séculos, mas estava abandonada desde 1940.

Depois das renovações, o resultado é uma habitação surpreendentemente luminosa, e que não causará o sentimento de claustrofobia que se imaginaria que ocorresse numa "caverna".



Da próxima vez que vos falarem em morar numa caverna, perguntem apenas se vem equipada com chão aquecido, WiFi, janelas e portas em vidro... :)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails