sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Siri e a Domótica


Não será preciso ser um génio para imaginar as potencialidades de um sistema de reconhecimento e interpretação de voz como a Siri, se aplicadas à domótica. E mesmo se por agora a Apple mantém fechadas essas portas, os hackers rapidamente descobriram formas de as abrir: começando pelo controlo de um simples termóstato.

Agora, temos mais um caso de alguém que, com uma centena de dolares em equipamento, criou um sistema que lhe permite controlar as luzes simplesmente pedindo à Siri que as acenda ou apaga.  E claro... isto é apenas o início.

Se há situação onde os comandos por voz podem funcionar perfeitamente, é em nossas casas: quer para coisas como: "Será que deixei a porta da garagem aberta?" a "Fecha todos os estores", ou até "Diz-me quanta energia estamos a gastar neste momento."


Continuo a achar que a Apple poderá ter aqui uma nova "mina de ouro" de potencial igual ou superior à "App Store" - bastando para isso que dê acesso aos developers para que possam expandir as capacidades da Siri. Senão, não deverá faltar muito para que as Apps comecem a utilizar os SDKs de reconhecimento de voz para implementarem coisas semelhantes sem terem que fazer "batota".

5 comentários:

  1. Uma das coisas que tenho andado a pensar ultimamente é que se espalhar pela casa actuadores por exemplo x10, tenho um consumo de quanto por cada?
    O siri neste caso precisa de um servidor ligado todo o dia para instalar o proxy.. Gostava de poder eliminar o meu consumo de standby que é cerca de 150 watts. Ou seja, ainda sem o frigorifico. Representa cerca de 100€ por ano..

    Para isso o ideal seria o router que tem que estar sempre,ligado também fosse ele o proxy para comunicar com o interface que falasse com os actuadores. A comunicação devia ser pelo wifi ou pela rede eléctrica. Assim não necessitava mais aparelhos para manter a comunicação.

    ResponderEliminar
  2. @Acácio

    O consumo de cada módulo é praticamente negligenciável. Eles indicam menos que 1W, mas na altura que recebi os primeiros, medi-os e ficavam abaixo dos 0,5W (que era o mínimo do medidor que tinha na altura.)

    Ou seja, mesmo que fosse os tais 0.5W vezes 20 módulos, estavamos a falar de 10W de consumo "contínuo", que não me parece nada exagerado - e suspeito que seja até bastante menos... Mas só podendo ser verificado com uma medição mais precisa a cada módulo.

    Entretanto, para os efeitos do Siri, parece que já conseguiram dar a volta ao assunto e criar um servidor "autenticado" na internet para esse efeito, dispensando a necessidade do SiriProxy local (mas foi notícia que li "na diagonal").

    ResponderEliminar
  3. Estas brincadeiras só poderão ser úteis quando funcionarem isoladamente, ou seja, sem fazer o reconhecimento na "mothership". Idem para o reconhecimento de voz do Google que já existe "ozanos" mas sem o hype. Há engines standalone, esses sim devem ser melhorados!

    ResponderEliminar
  4. @Tiago

    Sem dúvida. Com as capacidades dos computadores e dispositivos mobile actuais, era mais que justificavel haver um modo de reconhecimento local para todas as situações em que não houvesse (ou se justificasse) a ligação à net.

    Afinal, há mais de uma década atrás, em "pocket PCs" com hardware agora ridiculo, já se fazia reconhecimento de voz (embora de forma muito mais básica, é certo.)

    ResponderEliminar
  5. A Fibaro já tem na sua aplicação para dispositivos móveis um clone da Siri chamado "Lili".

    Tal como a Siri faz reconhecimento de voz e comandos, e já está integrado com o Home Center 2 da Fibaro.

    O futuro já chegou...

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails